Pular para o conteúdo principal

Os 10 mais surpreendentes artistas de Grafite 3D do Mundo

Um material interessante que achei na internet, com trabalhos incríveis!!!
Apreciem *-*

"3D graffiti, pode ser feito com tinta ou giz, em paredes ou sobre a rua, representa uma nova forma de combinar o domínio das técnicas arte renascentista com o grafite, efémero qualidades de arte urbana maravilhosa. Estes artistas dão um novo significado ao grafite, não só mais como o vandalismo. Artistas como Kurt Wenner, Eduardo Relero e Tracy Lee Stum criam uma arte urbana tão incrível, que é quase impossível passar despercebida.



Kurt Wenner tem a capacidade de transformar classicismo renascentista em arte urbana 3D. Kurt destina-se a “reinventar uma nova era para o classicismo”, trazendo o seu talento para as ruas. Kurt teve seu trabalho caracterizado, em uma longa lista de artigos, recursos de televisão, anúncios e documentários.


Edgar Muller & Manfred Stader
Edgar Muller e Manfred Stader são dois alemoes que formam uma equipe de pintores de rua. Muitos de seus trabalhos é no estilo 3D anamórfica, mas eles também muitas vezes criam tradicionais pinturas de rua.

Julian Beever

Cada criação de Julian dura um dia todo para ficar concluída, e com alguns dias os desnhos ficam apenas na memória, pois, são lavados pela chuva ou pelo os passos dos que passam por ali. O artista inglês tem feito seus trabalhos por todo o mundo

Tracy Lee Stum

Tracy Lee Stum é por muitos considerado como um dos melhores pintores de rua da atualidade. Ela tem viajado o mundo para ser uma artista caracterizada, já esteve em muitos festivais e eventos, e que ela detém atualmente o recorde mundial do Guinness book como a maior pintora individual do mundo.

Eduardo Relero
Eduardo Relero é um artista de rua que trabalha principalmente na Espanha. Seu estilo fantasioso e ilustrativo retrata o cotidiano, na verdade, cada um de seus desenhos feitos de giz parecem ter uma história por trás de cada um deles.


Rody Tryon
Rod Tryon viajou mais de 20 anos por todo o mundo deixando seus desenhos em giz por onde passava, e em 1996 se inspirou pela primeira vez em tentar fazer desenhos da anamórfica..De suas pinturas, Rod diz “Recepções a platéia através da criação de uma imagem com aparência de que é proveniente de fora da rua, ou a impressão de abrir um buraco no asfalto na frente de você, é um tratamento especial para o artista...


Greg Brown

Seus enormes murais parecem saltar para fora no momento em que o telespectador os vê, mas isso não significa que eles estão fáceis de interpretar. Os murais de Greg’s variam drasticamente em estilo e conteúdo de um para outro, devido ao intenso processo colaborativo que ele tem com cada cliente.


Eric Grohe
Eric Grohe foi um designer gráfico e ilustrador profissional durante décadas antes de começar a trabalhar com grafite em murais. Os murais de Eric parecem que as tintas vão saltar das superfícies que ele pinta. Os trabalhos de Eric refletem em um tema patriota americano, e suas representações de cenas como jogos de futebol e vilas pitorescas transformam paredes em branco em uma obra de arte.


Daim

Artista nascido em Lueneburg “Alemanha”, Daim iniciou sua carreira como freelancer em 1992, no começo de sua carreira desenvolveu trabalhos na Dinamarca, França e Suíça. Trabalhou como professor de graffiti em escolas em Hamburgo, em todo decorrer de seu desenvolvimento profissional participou de concursos e também se tornou membro de algumas crews (Grupo de Grafiteiros).

Bom pessoal por hoje é isso
Inacreditável né, mas sim somos capazes de coisas extraordinárias
Espero que tenham gostado
Boa Semana a todos
;*









Comentários

  1. NOooooossa... Já conhecia o estilo, mas nunca tinha visto esses desenhos... QUE DEMAIS Diana!!!! *-*

    ResponderExcluir
  2. rá eu tenho um isqueiro e um cubo 3D :P

    http://www.orkut.com.br/Main#AlbumZoom?uid=3186548719015761629&pid=1301180943029&aid=1263202429$pid=1301180943029 ----

    http://www.orkut.com.br/Main#AlbumZoom?uid=3186548719015761629&pid=1301180808603&aid=1263202429$pid=1301180808603 ---

    http://www.orkut.com.br/Main#AlbumZoom?uid=3186548719015761629&pid=1301180924091&aid=1263202429$pid=1301180924091

    ResponderExcluir

Postar um comentário

O que você achou? ^-^

Postagens mais visitadas deste blog

Significado dos Rabiscos Involuntários

Boa Noite Galerinha *-*, animados pra muito chocolate ? srrss
Há muito tempo atrás, eu navegava muito pela net pesquisando testes, perdia horas fazendo-os, até que uma vez, encontrei um teste, mas sobre desenho, sim, aqueles que vc faz involuntariamente,e que podem demonstrar mesmo que sem querer, uns traços de sua personalidade. Enfim, guardei-o com carinho e hoje, fuçando as coisas do pc, achei exemplo de alguns, qual será que vc se identifica enh ? :3 "Espirais: Quem fica desenhando espirais não gosta de ficar sozinho. Desenhos assim são feitos, geralmente, por pessoas que gostam de se destacar no grupo e batalham para ter alguma função em qualquer lugar, em qualquer turma". Espiral para cima - vontade de crescimento - alto astral Para baixo - falta de animo- baixo astral

Tipos de Papéis *-*

Oi pessoal, dessa vez passando para falar sobre nosso amigo mais intimo, mais presente companheiro, nas horas de desenhar, o Papel, como sabemos existe vários deles e para o bom desempenho do trabalho é fundamental um papel adequado. Existem vários tamanhos, gramaturas, marcas e tipos de papéis sendo que cada um é indicado para certos materiais ou técnicas. Vamos começar ?

Tamanho
A primeira coisa para saber sobre os papéis é o tamanho. Para efeito de desenho e artes em geral é suficiente conhecer o tamanho dos papeis que são: A4, A3, A2, A1 e A0. Os seus respectivos tamanhos são:

A4 – Tamanho: 21,0 x 29,7 cm.
A3 – Tamanho: 29,7 x 42,0 cm.
A2 – Tamanho: 42,0 x 59,4 cm.
A1 – Tamanho: 59,4 x 84,0 cm.
A0 – Tamanho: 84,0 x 118,8 cm.


Obs. A maioria dos tipos de papéis só são vendidos somente no tamanho A0. É preciso, na hora da compra, pedir para cortar no tamanho desejado.

Arte e Ciência

O diálogo entre arte e ciência mais antigo está presente nas ilustrações de relatos científicos feitos por viajantes, navegadores e pesquisadores. Exemplos famosos são os desenhos de Leonardo Da Vinci da anatomia humana e os de naturalistas e pintores que percorreram o mundo em grandes navegações exploratórias, registrando esboços de animais e plantas, como os botânicos Carl Friedrich Philipp von Martius e Eugen Warming. "O desenho é uma linguagem universal que, frequentemente, dispensa o texto descritivo e a oralidade para explicar os objetos; a ilustração científica, portanto, funciona como ferramenta de apoio à imaginação para explicar ciência", afirma Diane Carneiro, professora da área de ilustração científica do Centro de Ilustração Botânica do Paraná (CIBP).