Pular para o conteúdo principal

J.Scott Campbell

Se nunca ouviu falar nesse nome, agora será difícil o esquecer. Artista de Histórias em Quadrinhos, Campbell surpreende com o sensual. Um de seus projetos se chama Fairytale Fantasies, trata-se de rebuscar personagens com uma nova roupagem em cenas de conhecidos contos de fadas. Observe alguns desenhos desse gênio.




















Como puderam observar, os trabalhos de Campbell não são exclusivamente sobre personagens da Disney, mas abrange o universo Marvel e DC, além de seriados de televisão e criações próprias. Em sua página no DeviantArt você poderá encontrar desenhos de alguns personagens do seriado LOST, por exemplo. Espero que tenham curtido... Bom final de semana! :D

Comentários

  1. caaaaaaaaara, cê não tem noção o quanto sou fã dele, acho que tenho metade do acervo dele salvo no meu pc hahaha
    fantástico

    ResponderExcluir
  2. Já ouvi falar dele e eu o acompanhava quando eu tinha conta no Deviantart! Sou fã, fã, fããã!!! Tenho dois, entre tantos artistas que amo, que sou simplesmente fascinada: da nova geração Scott Campbell e das antigas Norman Rockwell. Simplesmente adorooo!

    ResponderExcluir
  3. Ahaaaaa que divinoo *-*
    Trabalho perfeitoo, eu sou meio desligada com lance de nome de Desenhistas de HQ mas esse cara Arrebenta *-*
    Ahh que bom que ele não esqueceu da Mulher Maravilha♥ rsrsrs

    ResponderExcluir
  4. Acompanho desde o início em Gen13, o cara é mto bom!

    ResponderExcluir
  5. -Vim do nada,e gostei bastante da matéria,muito criativo!

    S Marshall

    ResponderExcluir

Postar um comentário

O que você achou? ^-^

Postagens mais visitadas deste blog

Significado dos Rabiscos Involuntários

Boa Noite Galerinha *-*, animados pra muito chocolate ? srrss
Há muito tempo atrás, eu navegava muito pela net pesquisando testes, perdia horas fazendo-os, até que uma vez, encontrei um teste, mas sobre desenho, sim, aqueles que vc faz involuntariamente,e que podem demonstrar mesmo que sem querer, uns traços de sua personalidade. Enfim, guardei-o com carinho e hoje, fuçando as coisas do pc, achei exemplo de alguns, qual será que vc se identifica enh ? :3 "Espirais: Quem fica desenhando espirais não gosta de ficar sozinho. Desenhos assim são feitos, geralmente, por pessoas que gostam de se destacar no grupo e batalham para ter alguma função em qualquer lugar, em qualquer turma". Espiral para cima - vontade de crescimento - alto astral Para baixo - falta de animo- baixo astral

Tipos de Papéis *-*

Oi pessoal, dessa vez passando para falar sobre nosso amigo mais intimo, mais presente companheiro, nas horas de desenhar, o Papel, como sabemos existe vários deles e para o bom desempenho do trabalho é fundamental um papel adequado. Existem vários tamanhos, gramaturas, marcas e tipos de papéis sendo que cada um é indicado para certos materiais ou técnicas. Vamos começar ?

Tamanho
A primeira coisa para saber sobre os papéis é o tamanho. Para efeito de desenho e artes em geral é suficiente conhecer o tamanho dos papeis que são: A4, A3, A2, A1 e A0. Os seus respectivos tamanhos são:

A4 – Tamanho: 21,0 x 29,7 cm.
A3 – Tamanho: 29,7 x 42,0 cm.
A2 – Tamanho: 42,0 x 59,4 cm.
A1 – Tamanho: 59,4 x 84,0 cm.
A0 – Tamanho: 84,0 x 118,8 cm.


Obs. A maioria dos tipos de papéis só são vendidos somente no tamanho A0. É preciso, na hora da compra, pedir para cortar no tamanho desejado.

Arte e Ciência

O diálogo entre arte e ciência mais antigo está presente nas ilustrações de relatos científicos feitos por viajantes, navegadores e pesquisadores. Exemplos famosos são os desenhos de Leonardo Da Vinci da anatomia humana e os de naturalistas e pintores que percorreram o mundo em grandes navegações exploratórias, registrando esboços de animais e plantas, como os botânicos Carl Friedrich Philipp von Martius e Eugen Warming. "O desenho é uma linguagem universal que, frequentemente, dispensa o texto descritivo e a oralidade para explicar os objetos; a ilustração científica, portanto, funciona como ferramenta de apoio à imaginação para explicar ciência", afirma Diane Carneiro, professora da área de ilustração científica do Centro de Ilustração Botânica do Paraná (CIBP).