Pular para o conteúdo principal

Auto-Retrato

 Pois é galera. A maioria do leitores sabe, mas o leitores leigos que não estão por dentro ganharão uma explicação:
 Esse blog foi criado a partir da comunidade Desenho, Logo Existo, uma comunidade muito bacana com mais de 15 mil membros. Além das inúmeras brincadeiras artísticas no fórum, tem também, todo mês, um tema diferente para as pessoas concorrerem à capa da comunidade! YEAH! E sabe o que é o mais legal? Você pode interagir com tudo isso! É só participar da comunidade e começar a se divertir conosco. :D

Enfim, no mês de julho o tema das inscrições para a capa de agosto foi AUTO-RETRATO. E como todas as pessoas tem pelo menos um pingo de vaidade, tivemos muitos inscritos dessa vez. Mas a vencedora fez seu mérito com um desenho e claro, um rosto maravilhoso. O desenho da musa DLE desse mês, Nathália Závoli:

O lindo auto-retrato de Nathália
 Mas todo esse post foi uma desculpa pra mostrar pra vocês alguns dos auto-retratos mais famosos dos mais famosos! A seguir alguns dos artistas mais consagrados imortalizados por eles mesmos:

Frida Kahlo

Van Gogh

Tarsila do Amaral

Salvador Dalí

Pablo Picasso

Leonardo Da Vinci
 Eu particularmente sou um grande fã do titã Dalí. E se você não conhece nenhum deles, deveria, pode se identificar muito com algum. Além de fã do mestre do surrealismo, eu também sou admirador de Pablo Picasso, suas pinturas parecem narrar toda uma complexa história.

 Mas o foco não era o Auto-Retrato? "Nó, é memo!"
 Pois bem, se você curte auto-retratos procure o do artista que você admira ou então entre AQUI nesse tópico da DLE, que a galera só posta seus auto-retratos! Depois de conferir, faça um seu e poste lá também!
See ya guys!

@luka.fr

Comentários

  1. Gosto demais dos auto-retratos do Rembrandt. Destes ai prefiro os do Van Gogh, mas obviamente todos tem uma qualidade absurda.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

O que você achou? ^-^

Postagens mais visitadas deste blog

Significado dos Rabiscos Involuntários

Boa Noite Galerinha *-*, animados pra muito chocolate ? srrss
Há muito tempo atrás, eu navegava muito pela net pesquisando testes, perdia horas fazendo-os, até que uma vez, encontrei um teste, mas sobre desenho, sim, aqueles que vc faz involuntariamente,e que podem demonstrar mesmo que sem querer, uns traços de sua personalidade. Enfim, guardei-o com carinho e hoje, fuçando as coisas do pc, achei exemplo de alguns, qual será que vc se identifica enh ? :3 "Espirais: Quem fica desenhando espirais não gosta de ficar sozinho. Desenhos assim são feitos, geralmente, por pessoas que gostam de se destacar no grupo e batalham para ter alguma função em qualquer lugar, em qualquer turma". Espiral para cima - vontade de crescimento - alto astral Para baixo - falta de animo- baixo astral

Tipos de Papéis *-*

Oi pessoal, dessa vez passando para falar sobre nosso amigo mais intimo, mais presente companheiro, nas horas de desenhar, o Papel, como sabemos existe vários deles e para o bom desempenho do trabalho é fundamental um papel adequado. Existem vários tamanhos, gramaturas, marcas e tipos de papéis sendo que cada um é indicado para certos materiais ou técnicas. Vamos começar ?

Tamanho
A primeira coisa para saber sobre os papéis é o tamanho. Para efeito de desenho e artes em geral é suficiente conhecer o tamanho dos papeis que são: A4, A3, A2, A1 e A0. Os seus respectivos tamanhos são:

A4 – Tamanho: 21,0 x 29,7 cm.
A3 – Tamanho: 29,7 x 42,0 cm.
A2 – Tamanho: 42,0 x 59,4 cm.
A1 – Tamanho: 59,4 x 84,0 cm.
A0 – Tamanho: 84,0 x 118,8 cm.


Obs. A maioria dos tipos de papéis só são vendidos somente no tamanho A0. É preciso, na hora da compra, pedir para cortar no tamanho desejado.

Arte e Ciência

O diálogo entre arte e ciência mais antigo está presente nas ilustrações de relatos científicos feitos por viajantes, navegadores e pesquisadores. Exemplos famosos são os desenhos de Leonardo Da Vinci da anatomia humana e os de naturalistas e pintores que percorreram o mundo em grandes navegações exploratórias, registrando esboços de animais e plantas, como os botânicos Carl Friedrich Philipp von Martius e Eugen Warming. "O desenho é uma linguagem universal que, frequentemente, dispensa o texto descritivo e a oralidade para explicar os objetos; a ilustração científica, portanto, funciona como ferramenta de apoio à imaginação para explicar ciência", afirma Diane Carneiro, professora da área de ilustração científica do Centro de Ilustração Botânica do Paraná (CIBP).